JÁ FUI ESCRITORA QUE TRAVAVA EM TODO CAPÍTULO 5
19/10/2017
POR QUE ESCREVER CURTO
30/10/2017

UMA HISTÓRIA POR VEZ x VÁRIAS HISTÓRIAS POR VEZ

Bem-vindos, leitores!
Vocês já foram assolados por aquela sensação de que querem escrever outra história (porque caiu uma ideia do céu) enquanto você JÁ ESTÁ NA PRODUÇÃO DE OUTRA HISTÓRIA?

Claro que já. Todo escritor passa por isso. Porque, embora a inspiração não venha toda hora, ela vem ALGUMA HORA. E normalmente o andamento do seu trabalho é mais devagar do que a “taxa de inspiração” (por exemplo, se você demora 6 meses para terminar uma história e a inspiração cai a cada 2 meses, você SEMPRE terá ideias acumuladas).

Daí vem a pergunta (juntamente com a coceira desesperada de querer começar o outro título):
DEVO ESCREVER ESSA IDEIA NOVA OU NÃO?

Bom, a dica que eu vou dar daqui para frente é inteiramente minha opinião pessoal e todo mundo é livre para agir de qualquer forma, claro. Mas deem uma espiada e vejam se encaixam para você também (ou não XD):

 

 

NÃO. NÃO ESCREVA.

 

 

Ahuahuahua XD. Bom, deixa eu explicar o porquê:

– Para começar outra história, VOCÊ TEM QUE FAZER TODO O PROCESSO CRIATIVO de levantar ideias iniciais, organizar plot, lapidar plot, escrever roteiros, etc. etc. Na hora que o raio de inspiração cai na sua cabeça, parece que está tudo pronto… SÓ QUE NÃO. Anota logo essa ideia que caiu feito um raio e deixe ela guardadinha.

– Se você sempre começar uma história nova quando cai um raio de inspiração, você nunca vai terminar nenhuma história (porque como eu disse, normalmente o andamento do nosso trabalho é mais devagar que a taxa de inspiração). Vai ficar num ciclo vicioso e terminar com um moooonte de histórias abertas (falo por experiência própria. XD)

– E, mesmo que você prometa que só vai trair sua história atual com apenas UMA amante (a ideia que caiu do céu), logicamente o andamento das histórias ficarão mais devagar. Ou você para sua história atual e escreve a amante até o fim… ou você vai escrevê-los paralelamente numa taxa mais lenta.
Eu acho isso uma sacanagem com seus leitores. Se você é um escritor que publica e vende seus livros, seu texto é um produto. E a existência do seu produto só tem sentido com seus leitores. Seus fãs.
Seus leitores querem histórias completas. E não várias incompletas.
Pense em como você ficou chateado quando aquele seriado não teve outra temporada e não acabou. Pense em como você fica chateado quando não sai logo uma temporada nova enquanto está saindo seriados novos do mesmo roteirista.
Então.
NÃO FAÇA ISSO COM SEUS LEITORES.

 

Ahuahuaha XD. Mas calma.

Sei que tem horas em que você quer escrever outras coisas. Tipo histórias curtas de um capítulo só. Isso está ok. (Eu também sou gente). Ou então uma fanfic breve para espairecer um pouco.
O grande quê é que VOCÊ NUNCA DEVE DESACELERAR SUA HISTÓRIA ATUAL.
Se quer escrever outra história, seja livre para isso, mas CRIE MAIS TEMPO. SE VIRA. ESCREVA SUA AMANTE DURANTE A MADRUGADA.
……..Quando você pensa dessa forma, é incrível como a mente freia seu ímpeto de escrever a amante. XD AUHAUHAHUA.

 

Esse é o meu pensamento. Claro que você pode escrever outras coisas, mas a história que você escreve atualmente é a PRIORIDADE NÚMERO UM. Amantes você cutuca de vez em quando e elas não têm datas para sair.
Quando você termina sua prioridade número um de vez, aí sim você pode escolher uma das amantes para ser sua nova esposa. XD

Considerem tudo isso antes de correrem para o word! XD E, acima de tudo, lembrem-se:
DIVIRTAM-SE! <3

4 Comentários

  1. Renata disse:

    Sempre sofri com isso, mas hoje em dia aprendi a me policiar melhor. ^^ (por enquanto hahaha)

  2. Edson disse:

    Eu sempre tenho esse problema também. E a solução é essa mesma: anote a ideia que surgiu mas não abandone o texto do momento. Termine o principal primeiro depois volta a atenção para a ideia que surgiu. Se essa ideia for boa mesmo ela vai consegui se manter viva até o termino da principal. Se não for tão boa ela vai morrer no mesmo período.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *