4 ESTAÇÕES – INVERNO 1
03/11/2018
RESENHA: A MULHER NA JANELA
27/11/2018

PREGUIÇA DE ESCREVER. E AGORA?

Bem-vindos, leitores!
Hoje trago algumas dicas!

Sei que digo “VAI ESCREVER!”, e que é para tornar uma rotina e escrever mesmo morto por dentro (XD)… Mas também sou gente. Tenho muita preguiça (em 90% do tempo), e tenho algumas técnicas para me incentivar a escrever:

 

TÉCNICA 1: MÚSICA!

 

 

 

 

 

 

 

Essa é a técnica básica que todo mundo já deve estar executando a todo momento para tudo (com exceção de quem se concentra melhor no silêncio completo).
Sim, em tese, o silêncio deveria nos concentrar melhor. Mas tem alguns inimigos que vêm mais forte quando está tudo quieto: sono, tédio, A NECESSIDADE DE FAZER ALGUMA COISA.
Quando nos sentamos e botamos uma música (preferencialmente com fones, para se isolar do universo e não incentivar ficar levantando toda hora, caso seus fones estejam espetados, sei lá, num desktop), tem um background contínuo que nos faz ESCREVER CONTINUAMENTE.
Se está silencioso, acabamos perdendo o momento (tanto no seu significado comum quanto no significado da física) da escrita.

Tentem usar música. Instrumental, músicas que combinem com a cena que está escrevendo… só escolham E ESCREVAM!

 

TÉCNICA 2: O VELHO E CLÁSSICO CADERNO

 

 

 

 

 

 

 

Detesto escrever à mão.
XD
Deve ter sido uma frase chocante para muita gente, mas não tem jeito. Eu detesto o cansaço na mão e a demora que tem para sair uma única frase. XD

Porém, contudo, entretanto, às vezes pegar um caderno e escrever umas frasezinhas com uma caneta faz parecer que a atividade é diferente (e realmente o processo criativo escrevendo com a caneta é diferente. Principalmente porque demora mais para escrever, então nossa interação com a cena sendo escrita é totalmente outra).
E o caderno te dá uma liberdade maior para sair (do quarto, da casa, que seja) e escrever em outro lugar. Tudo bem, notebook também funciona, mas ele é um trambolho (dentro da casa) e pode te levar a um assalto XD (se for sair de casa).
Mudança de cenário (à sua volta, não na história) é um jeito bom de tirar o tédio e dar aquela força extra. Se não tem para onde sair, tem horas que eu uso o caderno só para usar meu monitor para passar paisagens lindas em 4k, full screen (youtube tá cheio. Procurem).
Procurem seu local (ou vídeo de paisagem) ideal… E ESCREVAM!

 

TÉCNICA 3: SÓ VAI! (RITMO)

 

 

 

 

 

 

 

Tem horas (principalmente em cenas de ação) em que é melhor parar de pensar muito (escolhendo palavras) e só escrever o mais rápido possível, só sentindo o ritmo que suas frases estão criando.
A cena avança, você fica feliz, e tudo parece passar à sua frente como um filme. Porque o tempo que a cena demorou para sair é mais ou menos a quantidade de segundos que ocuparia numa tela.
Depois de ter terminado a cena/capítulo, você relê e avalia tudo que dá para melhorar (agora sim, escolha palavras). Mas também não fique avaliando muito: uma curiosidade é que, com essa técnica, podem ter muitas PALAVRAS a serem trocadas, mas o COMPRIMENTO das frases normalmente está bem mais agradável do que quando ficamos pensando muito.
Lembrem-se sempre de que um ritmo agradável faz o leitor continuar lendo!

 

TÉCNICA 4: LEIA UM POUCO (ANTES DE ESCREVER)

 

 

 

 

 

 

 

O que te inspirou a criar essa história? O que fez você querer ser um escritor?
Você quis tudo isso…
LENDO, possivelmente.
Fanfic, novel, romances-tijolos, que seja. Você estava lendo quando quis ser escritor.
Essa vontade toda pode ser sempre relembrada entrando numa história de outra pessoa. Vendo aquelas palavras todas no papel ou tela do pc/celular.
Leia logo antes de escrever.
Se for uma história boa, ótimo. Se for um livro com escrita bosta, paciência. Mas o fato de notar defeitos na escrita dos outros vai te fazer pensar: EU ESCREVO MELHOR! EU FAÇO MELHOR!
E botar às mãos à obra.
Então, leiam um livro…
E ESCREVAM!

 

TÉCNICA 5: ESCREVAM, CACETE… quero dizer, WILLPOWER! (costume)

 

 

 

 

 

 

 

Apesar de todas as outras técnicas, essa daqui é a mais infalível de todas para sua história andar.
Você SE OBRIGA a escrever. Se for no mesmo horário todos os dias (não precisa ser por horas. Comece com 10 minutos), melhor ainda. A gente escova os dentes todos os dias e nem por isso está de saco cheio. A gente faz uma série de tarefas diárias sem sentir dor.
PORQUE ESTAMOS ACOSTUMADOS.
Tudo bem, algumas dessas tarefas devem ser chatas e você não está sentindo a chatice porque seu cérebro deve estar desligado, mas que seja. Você fez.

Escrever não é diferente. Só escreva.
Você vai se sentir feliz quando notar que a história está andando. Correções podem ser feitas depois que tiver terminado de escrever.
O importante, sempre, é primeiramente…
ESCREVER, CACETE.
Então vão lá e escrevam. Só vão. XD

Adoro vocês, seus preguiçosos XD

2 Comentários

  1. Vitor disse:

    “Escrevam cacete” kkkkkkkkkkkkkk

  2. Max Sthainy disse:

    Aah, esse texto é feito pra mim! Eu adoro protelar. hsuahsuahs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *